sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Oito são presos por fraude em licitação de restaurante popular no RN

Operação do MP e da Polícia Civil foi deflagrada na manhã desta sexta (18).
Esquema que tentava fraudar licitação de restaurante popular foi denunciado.
Refeições custam R$ 3 por pessoa e dá direito ao suco e sobremesa (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)Uma operação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e da Polícia Civil resultou na prisão de oito suspeitos de envolvimento em um esquema de fraude em uma licitação da Secretaria de Estado do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas). Os suspeitos foram presos em flagrante na sede da nesta sexta-feira (18).

De acordo com informações divulgadas pelo MP, promotores do Patrimônio Público receberam uma denúncia informando sobre um esquema de fraude no pregão referente a licitação de um restaurante popular.

Segundo o MP, os suspeitos foram levados para prestar esclarecimentos na Delegacia Especializada de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deicot).
Outro lado
No início da tarde, a Sethas emitiu nota sobre a ação do MP e da Polícia Civil. A Secretaria diz que "a licitação foi suspensa por determinação do MP, em razão de investigação contra alguns dos empresários licitantes".
A nota diz ainda que "a investigação é restrita aos empresários conduzidos para prestar esclarecimentos, não havendo qualquer acusação contra os servidores da Sethas-RN". E é concluída com: "A Sethas-RN pauta sua atuação no cumprimento da lei e transparência das suas ações e reitera que está à disposição para colaborar com o que for necessário para o êxito do trabalho do Ministério Público".
FONTE:G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário